Vacinação em adolescentes deve priorizar quem tem comorbidades, diz Ibaneis

Após a liberação do Ministério da Saúde para a aplicação da vacina em adolescentes entre 12 e 17 anos, O governador defende a imunização por prioridade para quem tem comorbidade

Vacinação em adolescentes deve priorizar quem tem comorbidades, diz Ibaneis

Cibele Moreira postado em 29/07/2021 12:24 (crédito: RENATO ALVES) (crédito: RENATO ALVES) O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), defendeu a priorização da vacinação contra a covid-19 aos adolescentes com comorbidades, após concluir o processo com adultos. A autorização para imunizar este grupo entre 12 e 17 anos foi dada pelo Ministério da Saúde e acatada pelo Executivo local. A previsão é de iniciar a aplicação nos adolescentes depois que toda a população acima de 18 anos, tenha recebido, ao menos, a primeira dose do imunizante. "A expectativa é de que, na primeira quinzena de setembro, a gente conclui toda a fase de vacinação do grupo acima dos 18 anos. Depois vamos ver qual é a orientação, se vacinamos primeiro com comorbidades ou se a gente vai reduzindo até os 12 anos", pontuou o governador Ibaneis Rocha após a solenidade de assinatura da ordem de serviço para a primeira etapa das obras de implantação do Parque Burle Marx. "Eles (Ministério da Saúde) não explicaram como vai ser a mobilização, mas acredito que, assim como foi feito com os mais velhos, primeiro vai ser aqueles com comorbidades e que têm maiores necessidades. Imagine a situação de um pai, uma mãe, que tem um filho com qualquer tipo de deficiência que tenha mais dificuldade para utilizar a máscara. Então penso que, racionalmente, essas pessoas têm que ser preferência", destacou o chefe do Executivo. PUBLICIDADE Ibaneis Rocha ainda comentou sobre o processo encaminhado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) em relação às doses extras prometidas pelo Ministério da Saúde ao Distrito Federal e que não foram recebidas. "Mandaram (STF) notificar o Ministério da Saúde e a Advocacia da União. A resposta deve ficar pronta até o fim da próxima semana, e aí volta para decisão judicial. Eu tenho uma expectativa muito grande que seja positiva", destacou. Nesta quinta-feira (29/7), o Distrito Federal iniciou a vacinação para a população com 35 anos em 61 pontos espalhados pela capital. Tags