Servidores da Saúde no DF não terão ponto facultativo em 6 de setembro

A determinação foi dada nesta sexta-feira (3/9) pelo secretário de Saúde a fim de reforçar o atendimento a pacientes com Covid-19

Servidores da Saúde no DF não terão ponto facultativo em 6 de setembro

Embora o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), tenha decretado ponto facultativo para o funcionalismo público local em 6 de setembro, véspera do feriado de 7 de Setembro, a decisão não valerá para os servidores da Saúde. O secretário de Saúde do DF, general do Exército Manoel Luiz Narvaz Pafiadache, enviou comunicado aos servidores, nesta sexta-feira, afirmando que, “amparado pelo disposto no artigo 2º do Decreto nº 42.446, de 26 de agosto de 2021 e pela necessidade de reforçar a assistência à população neste período pandêmico, não será concedido ponto facultativo aos servidores desta Secretaria de Estado de Saúde, no dia 06/09/2021, devendo todos os serviços de saúde desta SES funcionarem normalmente”, diz o comunicado. Mais sobre o assunto Agenda governador ibaneis rocha relularizar lavadores 1 Distrito Federal Ibaneis decreta ponto facultativo para servidores no dia 6 de setembro de 2021 PMs Distrito Federal Atendendo recomendação do MPDFT, PM terá todo efetivo no 7 de setembro A determinação é para toda a área de saúde. Inclui a administração central (GAB SES, SAIS, SULOG, SUGEP, SVS, SINFRA, SUPLANS, SUAG, SAG, SAA, AJL, ASCOM e mais setores), a atenção primária, secundária e hospitalar, assim como serviços de saúde mental. PUBLICIDADE Ponto facultativo em outras áreas O governador avaliou ser necessário decretar o ponto facultativo na véspera do feriado em virtude das manifestações em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), convocadas para o Dia da Independência. No entanto, no decreto com a decisão, Ibaneis dizia que a decisão não se aplicava aos servidores da saúde, segurança, vigilância sanitária, fiscalização tributária, comunicação, assistência social, fiscalização de proteção urbanística, de consumidor, limpeza urbana e a força-tarefa da pandemia. Essas áreas devem seguir as instruções da chefia.