Procon-DF suspende venda do Whopper Costela pelo Burger King

A decisão foi tomada após as notícias envolvendo a falta da carne suína na composição do hambúrguer. Na semana passada, Procon-DF proibiu a venda do McPicanha, do McDonald's

Procon-DF suspende venda do Whopper Costela pelo Burger King

O Procon-DF, órgão de defesa do consumidor do Distrito Federal, decretou, na tarde desta segunda-feira (2/5), a proibição do comércio do Whopper Costela, do Burger King, após indícios de que ele não tem o corte da carne em sua composição. Segundo o Procon, foi constatado que houve a adição de aromatizante no preparo do hambúrguer, mas não há a presença da carne de costela em si. Ainda segundo o órgão, a informação sobre a composição do lanche não é clara na publicidade e pode induzir o consumidor ao erro, podendo se caracterizar como publicidade enganosa. PUBLICIDADE Para Marcelo Nascimento, diretor-geral do Procon, se a informação não está clara para o consumidor ela pode ser considerada uma publicidade enganosa. "Mais uma vez, vemos uma grande rede cometendo infração grave na publicidade de seus produtos. No caso do Burger King, a forma como o nome ‘costela’ é utilizado e como é feita a publicidade do sanduíche levam o consumidor a entender se tratar de sanduíche feito de costela, e não que contém apenas aroma de costela. Se não está claro para o consumidor, é publicidade enganosa”, defendeu. Com a medida, o Burger King não poderá vender o hambúrguer até a correção da publicidade e pode sobre pena de sanções e multa, além da apreensão dos produtos ou interdição do funcionamento das lojas da rede. Vale lembrar que o órgão também proibiu a venda do McPicanha, do McDonald’s, na quinta-feira (28/4), após uma denúncia um consumidor "que alegava que o produto anunciado não teria o corte de carne — no caso, picanha —, em sua composição". Ao Correio, o Burger King comentou o caso e informou que o lançamento do Whopper Costela sempre trouxe com clareza a composição do hambúrguer presente no sanduíche. Até a última atualização desta matéria, ainda não foi feito nenhum pronunciamento oficial sobre a decisão do Procon-DF. Veja o posicionamento do Burguer King na íntegra: “A transparência para com os nossos clientes é um valor fundamental e inegociável para o Burger King. Nesse sentido, em relação ao Whopper Costela, a rede ressalta que o produto, feito de paleta suína, leva em sua composição aroma de costela 100% natural sem qualquer ingrediente artificial. Além disso, reforça que desde o lançamento do produto sempre trouxe com clareza em sua comunicação e em todos os materiais e peças publicitárias, cardápios e materiais oficiais de marca a composição do hambúrguer presente no sanduiche - feito com carne de porco (paleta suína) e sabor de costela. A marca ainda reforça que alinhado aos seus compromissos de sustentabilidade assumidos o produto Whopper Costela é 100% livre de quaisquer corantes, conservantes e aromatizantes artificiais. A marca se mantém à disposição de seus clientes por meio de seus canais de contato para tirar dúvidas e prestar esclarecimentos sobre esse e quaisquer outros produtos de seu portfólio.”