Mulher vomita sangue enquanto aguarda cirurgia em hospital do Iges-DF

Essa é a terceira vez que a mulher de 57 anos é internada, mas não consegue passar pela operação na rede pública de saúde

Mulher vomita sangue enquanto aguarda cirurgia em hospital do Iges-DF

Internada no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) desde o início da semana, Cleide Oliveira Moreira, de 57 anos, luta pela vida. Ela está na fila para conseguir uma cirurgia de retirada de câncer na laringe. Essa é a terceira vez que a mulher é internada, mas não consegue passar pelo procedimento. A justificativa do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (Iges-DF), que administra o hospital público, seria a falta de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI), segundo a família da paciente. Enquanto aguarda pela operação, Cleide enfrenta crises de vômito intensas, devido ao estado avançado da doença. “Se ela ficar acordada, ela vomita sem parar. Pararam de dar comida, porque ela estava muito mal. Eu não aguento ver minha mãe sofrendo desse jeito. Passou a noite de ontem toda vomitando, vomitava sangue”, diz a filha Eliane Oliveira, 45. Paciente aguarda por leito de UTI: Idosa internada segura a garganta - Metrópoles Mulher tem câncer na laringeReprodução Mulher internada segura sacola plástica - Metrópoles Cleide Oliveira Moreira tem 57 anos Reprodução Mulher em quarto de hospital no DF - Metrópoles Paciente está internada no Hospital de BaseReprodução Idosa internada segura a garganta - Metrópoles Mulher tem câncer na laringeReprodução Mulher internada segura sacola plástica - Metrópoles Cleide Oliveira Moreira tem 57 anos Reprodução 1 Mais sobre o assunto Criança à espera de cirurgia cardíaca - Metrópoles Distrito Federal Fim de contrato ameaça deixar crianças sem cirurgias cardíacas no DF Imagem colorida onde uma equipe medica realiza cirurgia ortopédica Distrito Federal DF tem 24 mil pacientes em fila de espera por cirurgia na rede pública Secretário de Saúde de Luziânia, Goiás, Divonei Oliveira Brasil Secretário em GO diz comandar fila de cirurgia: “Parte do jogo”. Áudio Louva-a-Deus É o bicho! Veterinário faz cirurgia de risco em louva-a-deus: “Desafio e tanto” Segundo a filha, a cirurgia estava prevista para ocorrer na última terça-feira (7/6), mas foi adiada. Remarcado para essa quinta-feira (9/6), o procedimento foi novamente cancelado. “Ela fez aniversário ontem, dentro do hospital. Estava toda feliz porque ia fazer a cirurgia”, revela. “Não vem um médico visitá-la, saber como ela está”, desabafa Eliane. “Ela está esperando desde abril, quando o médico pediu urgência. Mas marcam, remarcam e nunca fazem a cirurgia”, alerta Eliane. “Minha mãe não come pela boca, usa sonda. Pela boca não passa. Ela está muito mal e perdendo peso”, detalha a filha, desesperada. por taboola conteudo patrocinado NEW WAY - SOLUÇÕES B2B | PATROCINADO Atendimento via WhatsApp para empresas com o Mktzap ELETRÔNICOS EM LOTE | PATROCINADO Importante: Lotes de eletrônicos esquecidos já podem ser adquiridos por valor simbólico TRENDSCATCHERS | PATROCINADO Você pode nomear estas 20 peças de carro? Outro lado Procurado pelo Metrópoles, o Iges-DF informou que “o agendamento de cirurgias é de competência da SES, responsável pela regulação”. A reportagem entrou em contato com a Saúde, mas até a última atualização desta reportagem a pasta não havia se pronunciado. O espaço segue em aberto para manifestações. Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.