Indígenas cancelam protesto por causa de ato pró-Bolsonaro em Brasília

Povos estão acampados para esperar o julgamento da demarcação de terras no STF. Eles não quiseram se envolver nos atos bolsonaristas

Indígenas cancelam protesto por causa de ato pró-Bolsonaro em Brasília

Indígenas que estão acampados em Brasília, em decorrência do julgamento da demarcação de terras no Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram cancelar os atos que seriam realizados nesta terça-feira (7/9). A medida foi tomada por causa das manifestações bolsonaristas na Esplanada dos Ministérios. Os povos tradicionais pretendiam iniciar a Marcha das Mulheres Indígenas com manifestações nas ruas. No entanto, para evitar confrontos, decidiram se resguardar e permanecer no acampamento. Mais sobre o assunto Brasil Fabrício Queiroz participa de manifestação do 7 de Setembro Política Veja a íntegra do discurso de Bolsonaro no 7 de Setembro, em Brasília 7 de setembro protesto brasil brasilia bolsonaro stf esplanada DF Ricardo Noblat Bolsonaro sequestra o 7 de Setembro e nada fala de novo em Brasília Justiça Moraes afirma que liberdade só se fortalece com “respeito à democracia” Os cerca de 2 mil indígenas que estão no local não vão se envolver em nenhum dos dois protestos desta terça. A poucos metros do acampamento, ocorre o Grito dos Excluídos, protesto organizado por grupos de esquerda, contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A Polícia Militar faz a segurança do grupo. Ao longo do dia, caravanas com indígenas de todo o Brasil devem chegar ao local. Eles pretendem realizar outros atos até o próximo sábado (11/9).