Entenda os riscos de soltar pipa próximo às redes elétricas

Neste ano, cerca de 700 ações de limpezas foram realizadas pela Neoenergia em postes e fios do DF

Entenda os riscos de soltar pipa próximo às redes elétricas

Em dias mais chuvosos, cheios de relâmpagos e ventos fortes, a brincadeira deve ser evitada - (crédito: Divulgação Neoenergia) Em dias mais chuvosos, cheios de relâmpagos e ventos fortes, a brincadeira deve ser evitada - (crédito: Divulgação Neoenergia) Durante o período da seca e com muito vento no DF, muito adultos e crianças aproveitam para se divertir soltando pipas nas ruas, nas praças e quadras. Por isso a Defesa Civil, o Corpo de Bombeiro do DF e a Neoenergia alertam para que essa brincadeira não seja realizada próxima às redes elétricas ou residências. O uso do cerol também deve ser evitado por ser um forte condutor de energia elétrica. Segundo dados divulgados pela Neoenergia, entre janeiro e junho deste ano foram realizadas cerca de 700 intervenções de limpezas nas redes de energia do DF. O trabalho consiste na retirada de objetos presos nas redes elétricas, entre eles as pipas. No mês de julho, cerca de 500 residências de um condomínio em Planaltina ficaram sem energia por conta de um curto-circuito causado por uma pipa. “Em casos de pipas presas em postes e fiações, as pessoas jamais devem retirá-las”, alerta a gerente de Saúde e Segurança da Neoenergia, Rosy Menezes. Em dias mais chuvosos, cheios de relâmpagos e ventos fortes, a brincadeira deve ser evitada. Caso a pipa enrosque na fiação elétrica, pode provocar curto-circuito, quedas de energia e rompimento dos cabos. O subtenente do Corpo de Bombeiros, Rondinele Nunes da Silva, explica que o risco é ainda maior quando o cerol é aplicado na linha, uma vez que o material é composto por raspas de vidro e pó metálico misturados com cola. O militar alerta que a alternativa mais segura é a linha crua. “A linha crua, sem nenhum aditivo de cerol, não é condutiva. Mesmo que a pipa pegue na rede elétrica ela não passa energia para as crianças”, explica. O subtenente explica que o cerol também pode ser perigoso para as crianças porque pode causar ferimentos caso entre em contato com a pele, além de ser um risco para motociclistas e ciclistas. O Corpo de Bombeiros do DF, a Defesa Civil e a Neoenergia fizeram uma série de alertas quanto ao uso das pipas: – Não brincar em locais onde há rede elétrica. O ideal é procurar áreas abertas como parques, campos de futebol afastados dos centros urbanos e áreas descampadas; – Nunca utilizar cerol ou linha chilena. Além de cortantes, são perigosos condutores de energia; – É recomendável que crianças e adolescentes sempre soltem pipas supervisionados por adultos; – Não é recomendável soltar pipas em locais com circulação de automóveis; – Jamais use fios metálicos ou papel laminado para confeccionar a pipa. Eles são condutores de energia e podem causar choques fatais; – Se a pipa ficar presa nos fios elétricos, nunca tente retirá-la; – Não solte pipas em dias de chuva ou vento muito forte. Em caso de relâmpagos, recolha a pipa imediatamente; – Não jogue objetos na rede de energia elétrica como arames, correntes e cabos de aço, além de causar interrupções no fornecimento, há grande risco de provocar acidentes. *Com informações da Agência Brasília