Deputada pelo Novo no DF, Julia Lucy não participa de ato contra Bolsonaro

Apesar do posicionamento de seu partido, a parlamentar afirmou que "alterar o comando do país afetará a estabilidade institucional do país"

Deputada pelo Novo no DF, Julia Lucy não participa de ato contra Bolsonaro

Mesmo com apoio do Partido Novo ao impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e com participação do ex-presidente da legenda, João Amoêdo, em São Paulo, o Distrito Federal não teve representantes com mandato no ato deste domingo, 12 de setembro.

A deputada distrital eleita pelo partido na capital da República, Julia Lucy, não foi às ruas para manifestar-se contra Bolsonaro. “Respeito quem foi às ruas pedindo o impeachment. No entanto, entendo que alterar o comando do país em um momento de tanta dificuldade para o povo brasileiro afetará ainda mais a estabilidade institucional. Estamos muito perto das eleições e é nesta oportunidade que a vontade soberana das pessoas deve prevalecer”, disse a parlamentar em declaração ao Metrópoles. Os atos foram convocados por movimentos de centro-direita e ocorreram em diferentes capitais do país, contando com políticos do partido Novo, sigla da parlamentar. PUBLICIDADE As manifestações foram organizadas pelo Movimento Brasil Livre (MBL) e pelo Movimento Vem Pra Rua contra Jair Bolsonaro (sem partido). Na Avenida Paulista, em São Paulo, o ex-candidato à Presidência João Amoêdo (Novo) pediu o impeachment do presidente. Mais sobre o assunto Política #DerreteMBL: redes sociais ironizam atos por impeachment de Bolsonaro sp manifestacao mbl Brasil Manifestantes protestam contra Bolsonaro na Avenida Paulista MBL convoca ato da direita por impeachment de Bolsonaro Política Chamado pelo MBL, protesto anti-Bolsonaro não terá oposição unificada sp manifestacao mbl Brasil “Não há como ser neutro diante de um governo negacionista”, diz Doria em SP PUBLICIDADE “Bolsonaro é protegido pelo Congresso. Vamos fazer nosso trabalho, não vai ser simples, não vai ser fácil. É o que a gente precisa. Queremos um Brasil com esperança, sem medo, sem raiva”, discursou Amoêdo. Também estiveram na manifestação em São Paulo os políticos João Doria (PSDB), Kim Kataguiri (DEM-SP), Ciro Gomes (PDT) e o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta.