Campanha arrecada cobertores e agasalhos para população carente

Doações podem ser feitas em todos os batalhões da Polícia Militar e unidades administrativas da corporação espalhadas pelo Distrito Federal Rafael Secunho, da Agência Brasília | Edição: Claudio Fernandes

Campanha arrecada cobertores e agasalhos para população carente

Diante de um inverno que promete ser rigoroso – com temperaturas abaixo dos 5°C no Distrito Federal -, a Polícia Militar (PMDF) está aberta para receber doações e aquecer quem mais precisa. A corporação iniciou, no último dia 19, a Campanha do Agasalho, com o objetivo de arrecadar cobertores e roupas de frio, como casacos, calças e luvas. As doações podem ser feitas em todos os batalhões e unidades administrativas da polícia espalhadas pela capital. “Algumas unidades já recebiam isoladamente, faziam as entregas. Mas, a partir do ano em que se iniciou a pandemia, resolvemos unificar a campanha, disponibilizar todos os batalhões da PM e estabelecer uma data” Wellington Oliveira, subtenente da Polícia Militar O montante arrecadado pela PM é entregue para instituições sociais selecionadas pelo comando dos batalhões e, em algumas regiões, também para pessoas em situação de rua. “Acreditamos que os policiais que trabalham nas cidades ou nos bairros conhecem as entidades que estão mais próximas da população carente e os líderes comunitários”, explica o subtenente Wellington Oliveira, um dos coordenadores da campanha. Segundo ele, aproximadamente 3 mil pessoas são beneficiadas todo ano com as doações. Instituição de caridade situada no Sol Nascente/Pôr do Sol, a ONG Vida é uma das que receberá os donativos pela terceira vez. A associação atende cerca de 500 famílias locais e de cidades como Ceilândia e Águas Lindas (GO). Para a presidente da ONG, Celma Pedro, a ação dos policiais faz “toda a diferença” em tempos difíceis. “Aqui no Sol Nascente, moramos próximo aos córregos, perto da nascente do rio. E, no inverno, o frio vem dobrado”, comenta. “Precisamos cuidar dos mais necessitados”, diz. Segundo a PMDF, cerca de 3 mil pessoas são beneficiadas anualmente com as doações | Foto: Divulgação/PMDF Em localidades como a Rodoviária do Plano Piloto, por exemplo, pessoas desabrigadas recebem diretamente o agasalho ou cobertor. A iniciativa já acontece há mais de 20 anos, mas agora a corporação decidiu unificar a ação solidária. “Algumas unidades já recebiam isoladamente, faziam as entregas. Mas, a partir do ano em que se iniciou a pandemia, resolvemos unificar a campanha, disponibilizar todos os batalhões da PM e estabelecer uma data”, explica o subtenente. As doações podem ser feitas até o dia 17 de junho. Conforme a arrecadação, os policiais já deslocam uma equipe para fazer a entrega às casas de caridade. Segundo o subtenente Wellington, a iniciativa é importante também para a corporação. “Esse contato próximo com a sociedade é essencial. E para que percebam que, por trás da farda de polícia, tem um ser humano que pensa no próximo”, pontua. Leia também Saiba como ajudar uma pessoa em situação de rua nesse frio GDF abre espaço para acolher pessoa em situação de rua Mais órgãos envolvidos na ação solidária Além da PM, todos os 12 Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e os dois Centros Pop, na Asa Sul e em Taguatinga, já estão arrecadando itens de proteção contra o frio. A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros vão receber doações a partir de segunda-feira (23), quando se inicia a campanha Agasalho Solidário 2022