Adote uma Praça reforma parquinho infantil e estacionamento no Gama

Empresa investiu R$ 1 milhão na realização de serviços, como substituição de equipamentos danificados; programa já conta com mais de 220 adotantes no DF Agência Brasília* I Edição: Débora Cronemberger

Adote uma Praça reforma parquinho infantil e estacionamento no Gama

Mais infraestrutura, mobilidade e lazer para a população do Gama. A Quadra 55, no Setor Central do Gama, recebeu R$ 1 milhão para a reforma de parquinho infantil, Ponto de Encontro Comunitário (PEC), estacionamento e calçadas. As obras foram feitas pelo programa Adote uma Praça, graças a parceria com a empresa Land Bank Participações, que realizou o investimento. Inauguração do espaço reformado no Gama, uma ação do programa Adote uma Praça | Foto: Divulgação/Sepe Entre os serviços realizados na ação estão a limpeza de todos os equipamentos e das calçadas, poda das plantas, tratamento anticorrosivo e impermeabilizante em equipamentos e pergolados metálicos, limpeza e manutenção do piso emborrachado do parque infantil, manutenção dos bancos e calçadas e substituição de peças, equipamentos e pisos danificados. O espaço reformado foi inaugurado nesta quarta-feira (15) pelo titular da Secretaria de Projetos Especiais (Sepe), Roberto Andrade. O programa tem foco em praças, mas também contempla outros espaços de uso público, como estacionamentos e jardins O programa Adote uma Praça, do Governo do Distrito Federal (GDF), criado há três anos pela Sepe, firma parcerias com pessoas físicas e jurídicas do DF para a manutenção e reforma de áreas públicas. O programa conta com mais de 220 solicitações de adoção de espaços, aprovadas ou em análise. Leia também Campeão em parcerias, 'Adote uma Praça' ganha site “Tem sido uma honra participar de momentos como esse. Muito além de obras e revitalizações, o programa Adote uma Praça desperta em toda a comunidade um sentimento de pertencimento e participação social e política”, disse o secretário Roberto Andrade. “O programa traz beleza, segurança e qualidade ao local, que agora tanto empresas quanto pessoas físicas que são os adotantes, passam a entender que esse local pertence a eles, o que ajuda no cuidado e manutenção do ambiente”, acrescenta. Embora tenha as praças como principal foco, o programa também contempla outros espaços de uso público, como jardins, balões rodoviários, estacionamentos, canteiros de avenidas, pontos turísticos, monumentos, parques infantis e PECs. *Com informações da Sepe