3ª Conferência Distrital de Saúde Mental é adiada para 22 e 23 de junho

Evento é preparatório para a etapa nacional, marcada para os dias 8 e 11 de novembro, em Brasília Agência Brasília* | Edição: Rosualdo Rodrigues

3ª Conferência Distrital de Saúde Mental é adiada para 22 e 23 de junho

Após a realização das etapas regionais nas sete regiões de saúde, ao longo do mês de abril, é a vez da etapa distrital da 3ª Conferência Distrital de Saúde Mental, que teve mudança de datas. O evento estava programado para os dias 8 e 9 de junho, mas foi remarcado para os dias 22 e 23 de junho. “Temos trabalhado para construir uma conferência participativa e representativa, principalmente dos usuários e de suas demandas” Vanessa Soublin, diretora de Saúde Mental da Secretaria de Saúde O evento, que ocorrerá no auditório do Centro Universitário IESB, na Asa Sul, em Brasília, é preparatório para a etapa nacional da conferência, a ser realizada entre os dias 8 e 11 de novembro, também em Brasília. “As sete conferências regionais de saúde mental foram bem-sucedidas e nos aproximamos da 3ª Conferência de Saúde Mental do DF. São quase 12 anos desde a última Conferência Nacional de Saúde Mental e as expectativas são as melhores possíveis”, analisa a presidente do Conselho de Saúde do DF, Jeovânia Rodrigues. Arte: Secretaria de Saúde A diretora de Saúde Mental da Secretaria de Saúde, Vanessa Soublin, destaca que as etapas regionais foram abertas à participação de todos os atores envolvidos no debate da área e que, na etapa distrital, participam os delegados eleitos pelas regiões de saúde. “Temos trabalhado para construir uma conferência participativa e representativa, principalmente dos usuários e de suas demandas”, reforça. Conferência nacional Leia também GDF e Fiocruz fecham parceria para melhorar atendimento em saúde mental Hospital São Vicente de Paulo celebra 46 anos de atuação em saúde mental A 5ª edição da Conferência Nacional de Saúde Mental traz como tema central e orientador dos debates A política de saúde mental como direito: pela defesa do cuidado em liberdade, rumo a avanços e garantia dos serviços da atenção psicossocial no SUS. A partir dele, as discussões ocorrem em tornos dos eixos e subeixos. Em âmbito nacional, a organização da conferência é feita pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS). Já no DF, cabe ao Conselho de Saúde do Distrito Federal (CSDF) a condução da etapa regional e distrital. O CSDF é órgão vinculado à Secretaria de Saúde e sua composição conta com representantes de entidades e movimentos representativos de usuários, dos trabalhadores da área da saúde, governo e prestadores de serviços de saúde. *Com informações da Secretaria de Saúde do DF