Mulher quebra frascos de vacina contra covid-19 em Ceilândia

Segundo a Secretaria de Saúde e a Polícia Civil, a mulher de 45 anos teria passado por um surto psicótico. O caso resultou na perda de 19 doses da Janssen

Mulher quebra frascos de vacina contra covid-19 em Ceilândia

Cibele Moreira MR Mariane Rodrigues A vacina da gripe está disponível para toda a população - (crédito: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF) A vacina da gripe está disponível para toda a população - (crédito: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF) Uma mulher de 45 anos foi levada à delegacia após quebrar diversos frascos de vacinas contra a covid-19 na Unidade Básica de Saúde (UBS) nº 5, na QNM 16, em Ceilândia. O responsável pelo local acionou a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), por volta das 14h desta sexta-feira (9/7), para pedir apoio. Em nota, a corporação informou que o gerente temia o retorno da mulher à UBS e que ela causasse mais danos. Não se sabe, ainda, o que motivou a quebra dos frascos. Três caixas com imunizantes da Janssen foram derrubadas, o que resultou na perda de 19 doses. Pela manhã, a mulher esteve na UBS, onde se desentendeu com uma servidora. A visitante quebrou o celular da funcionária, e uma equipe da PM levou as duas envolvidas à 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Centro). Momentos depois, ela retornou ao posto de saúde e derrubou os frascos de vacina. Segundo a Secretaria de Saúde (SES-DF) e a Polícia Civil, a mulher teria passado por um surto psicótico. O boletim de ocorrência detalha que a visitante chegou ao posto de saúde e pediu para ser vacinada. Contudo, não estaria cadastrada e foi orientada a voltar em data agendada, o que teria provocado a discussão. Ocorrência Na delegacia, a servidora assinou um termo de renúncia, para não dar continuidade à ocorrência, por considerar que a outra envolvida demonstrava ter "transtornos de comportamento". "Depois de algum tempo, a vítima retornou à delegacia, dizendo que a autora, logo que foi liberada, voltou ao posto de saúde e jogou uma caixa contendo vacinas no chão, tendo algumas delas se espalhado, motivo pelo qual foram recolhidas e encaminhadas à Vigilância Epidemiológica", diz o boletim. Acionada novamente, a polícia não localizou a responsável pela quebra dos frascos e instaurou um termo circunstanciado para apurar o caso. Em nota, a SES-DF afirmou que a PM ficaria na unidade de saúde durante a tarde, para garantir a segurança do local. "Uma paciente da unidade, aparentemente teve um surto psicótico, agrediu uma servidora e quebrou frascos de vacina contra a covid-19. (...) A pasta destaca que nesse incidente foram perdidas 19 doses de vacina", conclui o texto.