Minha máscara, meu uniforme do estado

Todos devem buscar a consciência enquanto houver folego de vida

Minha máscara, meu uniforme do estado

Os dias vão passando e o mundo gira entorno de todos nós, mesmo antes do uso da máscara eu e você já éramos controlados por algum senhor ou pelo estado, a sensação que muitos brasileiros sentem hoje é que melhor ficar de boca tapada, seja pela máscara, pelas algemas ou talvez pelo esquecimento. Cada vez mais vemos jornalistas sendo atacados e oprimidos cujo o objetivo de alguns grupos é tentar o tempo todo calar a voz daqueles que divulgam a verdade para o povo. Frente a essa realidade a grande massa sofre com o impacto causado pela crise que atinge em maior parte os trabalhadores assalariados e aqueles que vivem em situação de extrema pobreza, se o vírus é ou não uma farsa implantada para acabar com economias do mundo deixando uns mais forte e outros mais fracos, quem de nós se atreve a questionar? De fato o que temos visto mesmo são milhares de pessoas morrendo todos os dias no Brasil e no mundo mesmo com a diminuição das mortes pela a aplicação das vacinas. Enquanto tudo isso não passa a corrução toma conta dos diversos setores dos poderes da política, o ano ainda não terminou e alianças já estão trocadas pela guerra do poder, personagens do meio político que antes se odiavam agora são bons amigos unidos pela conquista do poder, até quando vamos ser obrigados a se calar diante das opressões impostas pelo sistema? Continuaremos com nossa voz em silêncio suportando os altos tributos impostos por aqueles que estão no poder ou vamos as ruas lutar pela liberdade? Cada um de nós não pode ficar calado e nem cobrir o rosto diante de uma crise orquestrada para o engano do mundo, ninguém poderá viver o tempo todo amordaçado para ter que ficar calado, muitos de nós nos perguntamos a todo o instante se realmente criaram um vírus para calar a boca dos que criticam e clamam por justiça. Senhoras e senhores busquem a consciência enquanto houver folego de vida.